La phase 2

Fase 2: Informar-se para se formar

Objectivo

  • Elaboração de um Plano de Trabalho para desenvolvimento da temática dum GT.

Tarefas do formador (em Grupo de Trabalho – GT)

a) Motivar o trabalho colaborativo do seu GT no sentido de:

  • definir com maior precisão a temática a desenvolver e explorá-la;
  • redigir um plano de trabalho (utilizando o formulário “Plano de Trabalho”); isto implica gerir a distribuição de papéis e de tarefas no interior do grupo, em função das características dos seus membros, e ainda os calendários e agendas pessoais e colectivos.

b) Incentivar a exploração dos recursos da Biblioteca.

c) Incentivar a escrita no Caderno de Reflexões e dar feedback aos membros do seu GI (eventualmente em colaboração com o formador do GT a que os formandos pertencem).

Recursos

  • Gabinete de GT
  • Formulário “Plano de Trabalho”
  • Biblioteca
  • Fóruns
  • Chats
  • Wiki (para construção colaborativa do Plano de Trabalho)

Recomendações

É fundamental, nesta fase, que se motive o aprofundamento do auto e hetero-conhecimento dos membros do GT, de forma a criar um sentimento de pertença que impulsione a implicação colectiva na realização do trabalho.

Importa, também, motivar a exploração fundamentada e orientada dos vários recursos formativos de Galapro (podendo, quando se justifique, consultar-se recursos exteriores à plataforma), nomeadamente:

  • fichas de auto-formação (FdA);
  • fichas de descrição de materiais pedagógicos e didácticos sobre IC;
  • fichas de análise de publicações sobre IC;
  • trabalhos realizados em sessões anteriores de formação (memória colectiva).

Em função das características do seu GT, o formador poderá considerar particularmente pertinente (e aconselhar) a resolução de algumas FdA, ficando ao seu critério negociar com os formandos (ou com cada um particularmente): (i) a resolução de toda a Ficha (actividades e pistas de reflexão); (ii) apenas a reflexão orientada pelas “pistas”; (iii) um trabalho individual; (iv) um trabalho conjunto ou em sub-GT. O resultado (total ou parcial) deste trabalho pode ser incluído no Caderno de Reflexões (dialogar com os formadores dos GIs).

Neste quadro, é naturalmente importante que o formador conheça muito bem todos os recursos da plataforma e as suas potencialidades formativas, nomeadamente o espaço Biblioteca.

No Plano de Trabalho, importa que os formadores de cada GT clarifiquem as funções e papéis que, também eles, assumirão durante a realização do trabalho, para evitar descoordenações e ambiguidades e facilitar uma gestão articulada das tarefas (ex: quem revê o Plano de Trabalho; quem o deposita; quem coordena as várias tarefas a realizar).

guide/deux.txt · Dernière modification: 13/11/2015 08:19 par jpc